OMS DESACONSELHA IMPOSIÇÃO DE CONFINAMENTO

David Nabarro, representante da OMS para a Covid-19, disse que “nós não defendemos os confinamentos como forma principal de controlar o vírus”
Dois dos motivos apontados por David Nabarro para justificar esta posição foram o impacto no turismo e as repercussões para a segurança alimentar. “Basta olhar para o que aconteceu com a indústria do turismo nas Caraíbas, por exemplo, ou no Pacífico porque as pessoas não estão a tirar férias”, começou por indicar.